SPED Brasil

Rede Virtual de troca de informações sobre o SPED

EFD P/3 - LIVRO DE CONTROLE DA PRODUÇÃO E DO ESTOQUE – Bloco “ K “

EFD P/3 - LIVRO DE CONTROLE DA PRODUÇÃO E DO ESTOQUE – Bloco “ K “

 

A grande maioria das indústrias de pequeno e médio porte terceiriza os serviços fiscais / contábeis a escritórios de contabilidades, ficando a estes o obrigação da entrega da EFD Fiscal, contendo os seguintes blocos:

0 - Abertura, Identificação e Referências

C - Documentos Fiscais I – Mercadorias (ICMS/IPI)

D - Documentos Fiscais II – Serviços (ICMS)

E - Apuração do ICMS e do IPI

G - Controle do Crédito de ICMS do Ativo Permanente – CIAP

H - Inventário Físico

1 - Outras Informações

9 - Controle e Encerramento do Arquivo Digital

 

Colegas de escritório de contabilidade, vocês pararam para pensar.

Todos sabemos que este livro – bloco “K” da EFD Fiscal, terá que ser o elaborado dentro da empresa, e não dentro do escritório.

Questionamentos a refletir:

1)- Será que o sistema que nossos clientes estão usando irá conseguir atender esta obrigação (geração do bloco K) ?

Acho que as empresas terão quer investir pesado em sistema ERP e contratar pessoas qualificadas que conheçam legislação fiscal e controle de estoque e produção para conseguir gerar este arquivo.

2)- A empresa conseguindo gerar este arquivo – Bloco “K”, como iremos “emendar” com os outros blocos que foram gerados a partir do sistema que o escritório utiliza ?

Exibições: 869

Responder esta

Respostas a este tópico

Olá Laércio

Neste caso, penso que o ERP deverá exportar as informações necessárias e alimentar o sistema fiscal da Contabilidade para que o Bloco K seja gerado junto com os demais blocos.

Pelos menos estamos produzindo por este caminho.

Alguns sistemas fiscais vão importar o próprio bloco K e outras vão fornecer o seu próprio leiaute para que nós do ERP exportemos as informações. Toda rotina fiscal obrigatória para mais este Bloco K vamos adequar em nosso ERP.

Cássia

ola?

Muitas empresa, apesar de serem Lucro Real, por causa da atividade, adotam este regime. Elas ainda tem dificuldade até para emitir uma Nota fiscal eletronica. ERP/p3 numa empresa pequena não sei se fica viável devido o custo. Bloco K para os escritórios em geral tambem fica muito pesado.

Paulo Elias

 

Cassia,

Boa tarde!

Também penso como você. Acho que é a única saída.

Abraço e feliz ano novo.

Laércio

Bom Dia, 

Estou com uma duvida em relação ao preenchimento do campo 0210- Consumo Específico Padronizado 
Para eu produzir o Item Suco Morango ( produto final) eu uso 200 ml. de agua e 10 g de pó de morango.  co perda de 2% do processo. 
Ao eu encaminhar o bloco 0210 o que devo enviar nos campos 02,03,04 ? 
No registro 02 eu devo informar : Agua , Pó de morango 
No registro 03 eu devo informar : 200 ml, 10 g. 
No registro 04 eu devo informar : 2%
E em nenhum momento eu devo informar o produto final ? 
Pelo o meu entendimento devo informar apenas os itens sem identificar o produto final é isso ?
Obrigado, 
Samara 

O bloco 0210 é filho do bloco 0200, ou seja, você deve gerar os registros 0210 logo em seguida o registro 0200. Dessa forma o SPED identifica o produto final.

Responder à discussão

RSS