SPED Brasil

Rede Virtual de troca de informações sobre o SPED

 

EMPRESA OPTANTE PELO SIMPLES NACIONAL EFETUA OPERAÇÕES DE DEVOLUÇÃO DE MERCADORIA EM GARANTIA (CFOP 6949) ATRAVÉS DA NOTA FISCAL ELETRONICA E NECESSITA DEVOLVER OS CREDITOS QUE RECEBEU DE IPI E DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA. PORÉM O EMISSOR GRATUITO DE NOTA FISCAL ELETRONICA NÃO A PERMITE DE ACORDO COM A LEGISLAÇÃO COLOCAR OS CREDITOS NOS CAMPOS DA NOTA FISCAL ( UMA VEZ OPTAANTE PELO SIMPLES NACIONAL) EFETUA ENTÃO A INFORMAÇÃO DO CREDITO NOS DADOS ADICIONAIS DO DOCUMENTO FISCAL ( EXEMPLO: EMPRESA OPTANTE PELO SIMPLES NACIONAL - DEVOLUÇÃO REF NF 00146 PARA CREDITO DO DESTINATÁRIO: BC ICMS: 5593,41 VALOR DO ICMS 67,13. BASE DE CALCULO IPI 559,41 VALOR DO IPI 111,88, BASE DE CALCULO ST 988,54 VALOR DA ST 110,81) AS MERCADORIAS TEM O VALOR DE 559,41 LOGO A NOTA FISCAL TERIA O VALOR DE 559,41+111,88 (IPI) + 110,81 (ST) = 782,10. COMO O SISTEMA NÃO PERMITE O DESTAQUE DESSE VALOR NA NOTA FISCAL O VALOR DA NOTA FISCAL CONTA COMO APENAS O VALOR DAS MERCADORIAS. É CORRETO COLOCAR O VALOR SO IPI E DA ST APENAS PARA SOMAR NA NOTA FISCAL NO CAMPO DE OUTRAS DESPESAS? OU QUAL OUTRO PROCEDIMENTO SERIA CORRRETO PARA TAL SITUAÇÃO? LEMBRAMOS QUE UTILIZA O EMISSOR GRATUITO DA NOTA FISCAL ELETRONICA.

Tags: NFE, Nacional, Simples

Exibições: 1202

Responder esta

Respostas a este tópico

Renato, se você escrever em caixa baixa ficar bem melhor pra gente ler.

 


Empresa optante pelo simples nacional efetua operações de devolução de mercadoria em garantia (cfop 6949) através da nota fiscal eletronica e necessita devolver os creditos que recebeu de ipi e de substituição tributária. Porém o emissor gratuito de nota fiscal eletronica não a permite de acordo com a legislação colocar os creditos nos campos da nota fiscal ( uma vez optaante pelo simples nacional) efetua então a informação do credito nos dados adicionais do documento fiscal ( exemplo: empresa optante pelo simples nacional - devolução ref nf 00146 para credito do destinatário: bc icms: 5593,41 valor do icms 67,13. Base de calculo ipi 559,41 valor do ipi 111,88, base de calculo st 988,54 valor da st 110,81) as mercadorias tem o valor de 559,41 logo a nota fiscal teria o valor de 559,41+111,88 (ipi) + 110,81 (st) = 782,10. Como o sistema não permite o destaque desse valor na nota fiscal o valor da nota fiscal conta como apenas o valor das mercadorias. É correto colocar o valor so ipi e da st apenas para somar na nota fiscal no campo de outras despesas? Ou qual outro procedimento seria corrreto para tal situação? Lembramos que utiliza o emissor gratuito da nota fiscal eletronica
José Antunes Coelho disse:

Renato, se você escrever em caixa baixa ficar bem melhor pra gente ler.

 

Responder à discussão

RSS